Redes Sociais
Secretário de Agricultura do Rio participa do projeto Conexão Mata Atlântica
Destaques, Noticias, Seappa | maio 28, 2019 em 16:05
A- A+

Governador e secretários apresentam destinação de R$ 1 milhão em incentivo aos produtores rurais

O secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Lopes, participou, nesta segunda-feira (27), do projeto Conexão Mata Atlântica, no Museu do Amanhã, Centro da cidade, promovido pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Além do secretário, o evento de comemoração ao Dia Nacional da Mata Atlântica foi marcado com a presença do governador Wilson Witzel, da secretária de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Ana Lúcia Santoro, e do presidente do Inea, Claudio Dutra.

Na oportunidade, foi apresentada a destinação de mais de R$ 1 milhão em incentivos para os produtores rurais do interior do estado, que realizaram ações de proteção da Mata Atlântica por meio do chamado Pagamento por Serviço Ambiental (PSA). O evento marcou também o lançamento do minidocumentário e da exposição fotográfica itinerante “Histórias de quem produz e preserva”, contando a trajetória de alguns dos 164 produtores rurais do Estado do Rio de Janeiro.

“Parabenizo todos os produtores rurais, agricultores familiares e técnicos que dão a sua contribuição e trabalham em conjunto pela preservação e defesa de nossa mata atlântica. Além disso, quero destacar que cerca de 70% da produção do que é consumido no Rio de Janeiro vem do pequeno produtor, da agricultura familiar. Essa é a grande vocação do nosso estado. Por isso que devemos incentivar e investir na agricultura familiar, além de agregar qualidade, valor e gerar trabalho e renda aos nossos produtores”, disse Eduardo Lopes.

Para o governador Witzel, é fundamental que haja valorização na pesca e na agricultura. “Apontamos a necessidade de apoiarmos esses setores com o objetivo de elevar a produção e a renda gerada por essa atividade”, afirmou. Ele ainda ressaltou a importância de aumentar o PIB (produto interno bruto) do estado. Nesse sentido, o desenvolvimento do estado do Rio depende de fortalecimento e desenvolvimento do meio rural e da valorização da agricultura familiar.

“A agricultura e a pesca são setores onde o estado precisa realizar uma intervenção qualificada capaz de estimular o seu desenvolvimento econômico, respeitando o meio ambiente e, ao mesmo tempo, garantindo a segurança alimentar da população, que mostrou este programa Conexão Mata Atlântica”, completou Witzel.

A secretária de Ambiente e Sustentabilidade, Ana Lúcia Santoro, declarou que a Mata Atlântica exerce um papel fundamental na sociedade e o Rio de Janeiro. Para ela, 50% da Mata Atlântica fluminense está protegida pelas áreas de proteção e que a outra metade está em propriedades particulares, em áreas rurais. “Portanto, é necessário incentivar os produtores a preservarem o meio ambiente. O projeto Conexão Mata Atlântica incentiva os produtores rurais que desenvolvem ações de conservação e práticas produtivas sustentáveis”, explicou.

Para o produtor rural, Carlos Alberto Martins, de Barra do Piraí, é gratificante saber que existe uma corrente em prol de todos os produtores rurais. “Meu trabalho não é fácil de fazer, mas com o incentivo que estamos tendo por meio da liderança Mata Atlântica e da Emater-Rio, isso faz com que torne mais acessível. Nos, produtores, estamos lutando para combater o desmatamento”, concluiu.

Secretário de Agricultura do Rio participa do projeto Conexão Mata Atlântica
Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Curta nossa Fanpage no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.eduardolopes10.com.br Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.