Redes Sociais
Plano Safra 2019-2020 é lançado no CCBB, no Rio
Destaques, Noticias, Seappa | junho 27, 2019 em 09:56
A- A+

Banco do Brasil libera mais de R$ 300 milhões em linhas de crédito a produtores rurais

Por: Amilton Lopes – Ascom Seappa.

O Banco do Brasil anunciou, nesta quarta-feira (26), o lançamento do Plano Safra 2019-2020, no Centro do Rio. Com a presença de representantes de instituições públicas federais, estaduais e municipais e de empresas privadas, o gerente do Mercado Agro do BB, Rodrigo Sampaio, apresentou o Plano Safra aos participantes. Ele fez um panorama do plano anterior (2018-2019) e destacou a nova estratégia para a safra 2019-2020.

“A ideia do Banco do Brasil é continuar formando parcerias e investir em todo o país cerca de R$ 103 bilhões, sendo que, para o Rio de Janeiro, estamos destinando R$ 313 milhões, 20% a mais que no ano passado. Nosso objetivo é abrir linhas de crédito para os produtores e agricultores familiares e colaborar para o desenvolvimento do estado do Rio de Janeiro, sempre em parceria com os órgãos governamentais e privados”, afirmou Rodrigo Sampaio.

Para o subsecretário de Gestão da Seappa, Aguinaldo Balon, a formação de parcerias é o ponto de partida para incentivar créditos aos produtores e contribuir no desenvolvimento econômico do estado. “Como representante do secretário Eduardo Lopes, quero cumprimentar os participantes da mesa; os representantes da Seappa e das empresas vinculadas: Pesagro, Emater-Rio, Fiperj e Ceasa; e todos os outros das instituições públicas e privadas presentes neste encontro. Gostaria de agradecer ao Banco do Brasil pela parceria que, desde os anos 90, vem se preocupando em incentivar o crédito rural dentro do estado. Em relação ao novo Plano Safra, nós esperamos, juntos, superar as dificuldades existentes e fazer com que esses créditos realmente cheguem aos produtores rurais, e que eles saibam aplicar os investimentos e tenham, como resultado, uma alta e positiva produtividade”, destacou.

Ele lembrou do papel do Coban (correspondente bancário), apesar das dificuldades pelas quais o estado atravessa. “Queremos consolidar o Coban para que os extensionistas da Emater-Rio, possam, lá na ponta, ser agentes de concessão de crédito, embora estejamos enfrentando uma série de dificuldades financeiras, mas estamos paulatinamente superando estes problemas e efetivamente atuarmos em conjunto com o Banco do Brasil, para que a concessão prevista no Plano Safra se concretize em favor dos nossos produtores rurais e do desenvolvimento econômico do Rio de Janeiro”, disse.

“Nosso compromisso é com o desenvolvimento do agronegócio brasileiro. O Banco do Brasil está à disposição para apoiar este segmento sempre pensando no desenvolvimento socioeconômico e sustentável de nosso estado”, afirmou o superintendente regional do varejo do BB, Raimundo Peres.

“A iniciativa do Plano Safra vem colaborando, ano a ano, intensamente para a agropecuária de nosso estado. Aproveito para dizer que a Superintendência do Ministério da Agricultura (Mapa) coloca à disposição todos os serviços para ajudar no sucesso deste plano. A gente precisa trabalhar muito em parceria para aumentar a produção em nosso estado, e é o que iremos fazer”, frisou o superintendente federal do Ministério da Agricultura (Mapa), Gilberto Alencar.

Para o representante da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, Felipe Abreu, é importante dar subsídios ao trabalhador rural e fortalecer o agronegócio, bandeira do atual Governo Witzel. “É bom destacar que o Governo do Estado está bastante interessado nas políticas de desenvolvimento do agronegócio no estado, sempre buscando fixar e beneficiar o homem do campo, respeitando as vocações de nosso estado e pensando no fomento à pesquisa, no escoamento da produção. E o Banco do Brasil está sempre envolvido neste segmento como um grande parceiro e está de parabéns por isso”, destacou.

“Temos muita esperança no Rio de Janeiro, e esperamos superar com o Plano Safra, de maneira produtiva, eficiente e sustentável, as dificuldades que vivemos nesta atual conjuntura, apoiando as cadeias produtivas do estado. Vamos trabalhar para consolidar o agronegócio no Rio de Janeiro”, declarou o presidente da Federação de Agricultura, Pecuária e Pesca (Faerj), Rodolfo Tavares.

Segundo foi anunciado durante o encontro no CCBB, a partir do lançamento do Plano Safra, ficam divulgadas as novas condições implementadas pelo Governo federal e disponíveis para a contratação já no primeiro dia útil, logo depois da publicação da resolução no Conselho Monetário Nacional (CMN).

Também estiveram presentes: o diretor geral da Embrapa Solos, Carlos Polidoro; a superintendente regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Regina Santos; o subsecretário de Desenvolvimento Rural da Seappa, Ramon Neves; os subsecretários adjuntos Adriano Lopes e Edmir Amanajás; o diretor técnico da Emater-Rio, Fernando Cirne; a diretora administrativa-financeira, Karla Alverca; representantes da Pesagro, Fiperj e Ceasa e demais autoridades de órgãos públicos e privados.

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Curta nossa Fanpage no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.eduardolopes10.com.br Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.