Redes Sociais
Natividade pede socorro para secretário de Agricultura Eduardo Lopes
Destaques, Noticias, Seappa | fevereiro 5, 2019 em 08:20
A- A+

Município vive crise com seca, estradas péssimas e prejuízo de R$1,5 milhão

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Rio, Eduardo Lopes, recebeu nesta segunda-feira (4) a visita do prefeito de Natividade, Severiano Resende, do secretário de Administração da cidade, Pedro César, e do presidente da Câmara Municipal, Eriques Lopes.

Eles reivindicaram apoio da Seappa e da Emater-Rio para a aquisição de maquinário, em especial motoniveladora, para dar celeridade ao recapeamento de cerca de 500 km de estradas. Os agricultores familiares também sofrem com a seca que vem destruindo hortaliças e matando a pecuária local. O município foi considerado pelo estado como região de calamidade devido à seca, mas a prefeitura espera que Natividade seja homologada pelo Estado e a União como região semiárida, que já causou prejuízo de mais de R$ 1,5 milhão.

Para o secretário Eduardo Lopes, a situação é grave e precisa de urgência no atendimento: “A prioridade da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, junto com a Emater-Rio, é buscar o reconhecimento do Noroeste Fluminense, em particular, a cidade de Natividade, como região semiárida. Já temos os estudos de mais de 20 anos que revelam que a tendência só tem se agravado. Mas tenham certeza de que faremos todo o possível para mudar esta situação cruel em Natividade e melhorar a economia e a vida dos agricultores familiares”, disse.

O prefeito lamentou a situação da cidade: “Temos 550 km de estradas a tratar e por isso é urgente a existência de uma motoniveladora. Há três anos, estamos nesta promessa de resolver o problema, mas nada. As cidades vizinhas são atendidas, mas Natividade acaba sendo esquecida”, lamenta Severiano Resende.

O secretário de Administração, Pedro César, lembrou que a cidade tem potencial para o desenvolvimento de atividades que podem melhorar a economia e a renda dos produtores rurais: “A economia do município se baseia, basicamente, da agricultura e do turismo religioso, como a festa da padroeira da cidade. A Seappa tem a proposta de desenvolver projetos associando agricultura e turismo rural, e ficamos otimistas com essa outra possibilidade, já que realizamos exposição anual na região”, destacou.

Distante 380 km do município do Rio de Janeiro, Natividade é uma cidade pequena com 387 km², 15 mil habitantes e produção básica de hortaliças, frutas e criação de gado. Há ainda a possibilidade de utilização de áreas em que podem ser praticadas a piscicultura por meio de tanques-redes a ser feitos próximos ao rio que banha a região.

Ascom Seappa.

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Curta nossa Fanpage no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.eduardolopes10.com.br Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.