Redes Sociais
Eduardo Lopes defende arrecadação de ISS sobre aplicativos pelo município
Destaques, Noticias | | junho 8, 2018 em 10:50
A- A+

Com apoio do senador Eduardo Lopes, a proposta que muda as regras de tributação sobre os aplicativos de transporte de passageiros, como Uber e Cabify foi aprovada nesta terça-feira (5) no Plenário do Senado.

Eduardo Lopes foi o relator do projeto (PLC 28/2017) que regulamentou os serviços de transporte que usam aplicativos, como Uber. “Fui o relator no Senado, da regulamentação do transporte por aplicativo. Agora aprovamos mais um projeto que vai em favor dos municípios brasileiros, porque, onde for tomado o serviço do transporte por aplicativo, ali será recolhido o ISS”, destacou o senador.

O projeto altera a dinâmica do recolhimento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). Conforme a proposição, o tributo será cobrado pelo município do local do embarque do usuário e não na cidade em que a empresa do aplicativo está sediada, como ocorre atualmente. “É importante para ajudar os municípios que já passam por tantas dificuldades. Aquilo que nós pudermos melhorar na arrecadação, melhorar o empreendimento, gerar emprego e renda para os municípios é muito bem-vindo”, disse o senador Eduardo Lopes.

A alíquota mínima do ISS é de 2% e, a máxima, 5%. A prefeitura estabelece o preço que será cobrado, desde que esse respeite os limites citados.

Atualmente, as empresas de aplicativos de transporte pagam o ISS. Os recursos são destinados apenas para as cidades onde há a sede dos estabelecimentos. A proposta segue agora para análise da Câmara dos Deputados.

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Curta nossa Fanpage no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.eduardolopes10.com.br Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.