Redes Sociais
Alta taxa de juros é tema da CPI dos cartões de créditos
Destaques, Noticias | | maio 10, 2018 em 13:23
A- A+

O senador Eduardo Lopes destacou nesta quarta-feira (09) as ações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que trata dos juros dos cartões de crédito no praticado pelo sistema financeiro brasileiro. Para o senador qualquer cidadão sabe o verdadeiro descalabro das taxas de juros de cartões de créditos praticadas pelos bancos. E não somente pelos bancos, mas também pelas lojas que detêm também o seu próprio cartão.

A taxa média paga pelo consumidor nessa modalidade é de 233,8% ao ano, segundo Lopes. “Isso significa que a pessoa começa o ano devendo R$1 mil, e, doze meses depois, ela está com uma dívida de R$3.338. Se passar outro ano sem pagar, sua dívida vai alcançar a cifra de R$11 mil”, destacou o senador.

A CPI realizou uma audiência pública com entidades representantes dos usuários finais, consumidores e lojistas, com o objetivo de falar sobre os juros praticados pelas operadoras de cartão de crédito. “Um dos principais motivos apontados na reunião para essa cobrança absurda de juros, seria a ausência de concorrência no Brasil. Existe uma verticalização bancária: há um conjunto de cinco bancos no Brasil que detêm 94% do crédito privado” disse Eduardo Lopes.

Para o senador existe a falta de regulamentação dos direitos dos consumidores no que diz respeito à transparência nas informações dos juros e à dificuldade de informações para encontrar juros mais baixos. Lopes disse ainda que 88% das pessoas que têm cartão de crédito pagam sua fatura à vista, ou seja, apenas 12% da população recorrem ao crédito rotativo. “Não pode ser utilizada como argumento para essa alta taxa de juros a inadimplência, já que nos últimos dez anos ela é estável”, defendeu o parlamentar.

Em países com economias mais parecidas com a do Brasil, como por exemplo a Argentina, Chile e Colômbia, os juros não passam de 50% ao ano. “Nós temos que defender o consumidor brasileiro. Vamos tratar dos problemas desses juros abusivos praticados pelas operadoras, pelo sistema financeiro, pelas lojas, no que diz respeito ao crédito rotativo, ao cartão de crédito e também aos cheques especiais”, enfatizou o senador Eduardo Lopes.

Junior Laurindo / Ascom Bsb – Senador Eduardo Lopes

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Curta nossa Fanpage no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.eduardolopes10.com.br Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.