Redes Sociais
31º CBA 2019 tem abertura no Teatro Municipal e vai até o dia 23 de agosto
Destaques, Noticias, Seappa | agosto 21, 2019 em 14:52
A- A+

Secretário de Agricultura foi um dos destaques da abertura do congresso brasileiro

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Rio de Janeiro, Eduardo Lopes, esteve presente à cerimônia de abertura do 31º Congresso Brasileiro de Agronomia (CBA), que teve abertura no Teatro Municipal, no Centro do Rio. O evento contou com a presença de autoridades, como o secretário de Estado de Fazenda, Luiz Cláudio de Carvalho, o presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), Joel Krüger, o presidente do Congresso e da Confederação das Associações de Engenheiros Agrônomos do Brasil, Kleber Souza Santos, o presidente da AEARJ, José Leonel Rocha Lima, os deputados estaduais Samuel Malafaia e Tia Ju, além de engenheiros agrônomos, subsecretários do governo e demais convidados.

O evento teve início com apresentação do coral do Crea-RJ e Searj e o Hino Nacional; logo em seguida, os convidados à mesa da abertura do evento discursaram sobre a importância do Congresso para o agronegócio no estado, encerrando com encenações teatrais.

Durante o Congresso, que vai reunir centenas de engenheiros agrônomos no Hotel Prodigy Santos Dumont, no Centro, até o dia 23 de agosto, temas importantes serão discutidos, como a busca da eficiência e da competitividade com o uso inteligente e sustentável dos recursos naturais. Além disso, o CBA irá oferecer workshops e diversas palestras além de mesas redondas, minicursos de atualização profissional e desenvolvimento pessoal.

Organizada pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Rio de Janeiro (AEARJ), o 31º CBA pretende abrir novas perspectivas para o segmento brasileiro e o agronegócio. De acordo com o presidente da Aearj, Leonel Rocha, de 2020 a 2050, o Brasil deverá superar seu próprio recorde: “Os últimos 30 anos, no Brasil, foram excelentes para a agronomia brasileira, gerando recordes na produção de alimentos”, destacou.

Na ocasião, o secretário de Agricultura, Eduardo Lopes, ressaltou as características do Estado do Rio de janeiro que, segundo ele, hoje, são uma realidade frente a muitas dificuldades existentes.  “É importante lembrar que já estamos mudando este perfil para um resultado com percentuais positivos e que tendem a melhorar dia a dia em prol do crescimento e do desenvolvimento do nosso estado e de todos os municípios”, ressaltou Lopes.

O secretário destacou, no setor agrícola, 70% da agricultura do Rio de Janeiro vêm de base familiar com concentração em olerícolas na região Serrana, além de 95% da produção de flores vindas da mesma região. “Temos a participação forte do tomate nas regiões Sul e Noroeste e de outras olerícolas e frutos também nessas duas regiões. Trazemos, desde o império, as relações com a cana-de-açúcar nas regiões Norte e Noroeste, onde temos oportunidade de transformar um celeiro com novas culturas, novas frutíferas de valor agregado e maior agroindústria”, afirmou. E concluiu: “É hora de trazer os frutos, os resultados que surgirem desse Congresso Brasileiro de Agronomia, para o conhecimento de todos e da sociedade. E que venham outros Congressos como este rumo ao progresso do estado do Rio de Janeiro e do Brasil.”

Compartilhe
  • Tweet This!
  • Share on Facebook
  • Digg it!
  • Add to Delicious!
  • Stumble it
  • Subscribe by RSS
Posts Relacionados
Gostou deste artigo? Curta nossa Fanpage no Facebook!

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment


www.eduardolopes10.com.br Copyright © 2014 - Todos os direitos reservados.